ESEnfC e SUCH distribuem gratuitamente alimentos a estudantes carenciados


Campeão das Províncias



A Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) e o Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH) acabam de firmar um protocolo de cooperação que visa a «distribuição de alimentos e/ou refeições, a estudantes com carências económicas de forma totalmente gratuita».


De acordo com o texto do protocolo, rubricado pelo presidente do Conselho de Administração do SUCH, Paulo Jorge Rendeiro Sousa, e pela presidente da ESEnfC, Aida Maria de Oliveira Cruz Mendes, «o SUCH disponibilizará as refeições que não sejam diariamente consumidas nas suas instalações», enquanto «a ESEnfC disponibilizará os recursos humanos e meios, para a recolha dos alimentos, registo e quantidade de alimentos, acondicionamento em condições de segurança alimentar e registo e entrega dos bens alimentares aos estudantes».


Uma vez que este donativo incidirá apenas sobre as refeições que não sejam consumidas no refeitório da ESEnfC (instalações do Pólo C), «não fica estabelecida qualquer quantidade mínima de doação de refeições ou componentes de refeição, nem a obrigatoriedade da sua disponibilização diária», lê-se também no documento ontem assinado.


De acordo com a professora Aida Cruz Mendes, «a ESEnfC acredita que é possível construir um mundo mais inclusivo e respeitador do ambiente» e que «educar para a responsabilidade social» deve ter por base «a realização de ações concretas, aplicadas no quotidiano». Diminuir o desperdício alimentar e melhorar condições de aprendizagem


«A assinatura deste protocolo de colaboração com o SUCH materializa a preocupação destas duas instituições de diminuir o desperdício alimentar e, simultaneamente, apoiar os estudantes, criando-lhes as melhores condições de aprendizagem», sublinha a presidente da ESEnfC, agradada pela «pronta disponibilidade do SUCH ao desafio que lhe foi lançado».


Com esta acção, a ESEnfC colabora no cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, com os quais se comprometeu publicamente, nomeadamente “Erradicar a Pobreza” (ODS1), “Erradicar a Fome” (ODS2), “Educação de Qualidade” (ODS4), “Reduzir as Desigualdades” (ODS10), “Produção e Consumo Sustentáveis” (ODS12) e “Parcerias para a Implementação dos Objectivos” (ODS17).


Pelo SUCH, o director regional do Centro, Pedro Dias, refere que «é com enorme prazer e orgulho» que a associação privada sem fins lucrativos que representa «se associa a esta causa, apoiando os alunos carenciados e contribuindo desta forma para a redução do desperdício alimentar e combate à fome».


«Um dos valores mais importantes do SUCH é a responsabilidade social, pelo que esta cooperação representa mais um passo nesse sentido, ajudando-se quem mais precisa. Numa sociedade em que o flagelo da fome é uma realidade bem presente e perto de nós, se todos contribuirmos, por muito pequeno que seja o gesto, terá sempre um grande impacto junto de quem recebe», defende este responsável da organização tutelada pelos ministérios da Saúde e das Finanças.



Quase 500 estudantes com bolsa de acção social


No âmbito do presente protocolo, que ontem mesmo entrou em vigor, pelo prazo de um ano, considera-se estudante com carência económica todo o estudante que solicitar integrar o programa de apoio alimentar, mediante avaliação das necessidades pela técnica superior de Serviço Social da ESEnfC.


O SUCH assegura o serviço de alimentação na ESEnfC, através da exploração do refeitório situado no Pólo C e do bar do Pólo A.


No ano lectivo que agora termina, a ESEnfC contou com um total de 2.062 estudantes inscritos, dos quais 1.472 frequentaram a licenciatura, sendo que 489 beneficiaram de bolsa de acção social.



|Fonte: Campeão das Províncias, 26 de Julho 2022

5 views