top of page

Saiba como poupar na ceia de Natal

Mesmo com um orçamento apertado, é possível ter uma ceia de Natal recheada e não gastar muito dinheiro.



O Natal está mesmo aí à porta e com ele os momentos de partilha e convívio familiar. No entanto, esta quadra é também sinónimo de muitos gastos. A ceia de Natal pode mesmo ser responsável por uma grande fatia destas despesas, especialmente se for na sua casa.


E o cenário de inflação no qual o país se encontra atualmente não abona a favor das famílias. Ir ao supermercado está mais caro e por isso é necessário arranjar estratégias para poupar.

Neste artigo, damos-lhe algumas dicas para poupar na ceia de Natal. E saiba que, mesmo com um orçamento apertado, é possível ter uma ceia de Natal recheada e não gastar muito dinheiro.


1. Escolha o local da ceia

Em primeiro lugar, deve decidir em família qual vai ser a casa a receber o encontro para a ceia de Natal e como pretendem dividir, ou não, as despesas. Assim, analise e escolha o que for melhor para o bem-estar e harmonia de toda a família.

2. Defina um orçamento e faça um menu

Definir um limite para o que quer gastar é essencial para poupar na ceia de Natal. Se tiver um teto máximo para respeitar, a tentação de ultrapassá-lo será menor e é mais fácil manter-se dentro do orçamento que estabeleceu.


Para isso, deve planear o menu da consoada. Decida o que vai servir, calcule o que vai precisar em função do número de pessoas, confirme o que lhe falta em casa e compre apenas os ingredientes que são necessários.


E tenha atenção às quantidades. Quantas vezes não acabam por sobrar vários doces ou entradas. Evitar o desperdício alimentar também é uma forma de poupar.



3. Compare preços

Comparar preços é um hábito que deve adotar, independentemente da época do ano, mas o Natal não foge à regra.


Nesta quadra, é normal que os grandes retalhistas lancem várias campanhas de Natal para disputar a atenção do consumidor. Assim, deve consultar os preços online, se possível, e espreite os folhetos. Esteja atento às promoções e não se esqueça: compre apenas aquilo de que precisa.

E sempre que possível, opte por produtos de marca branca. Poupe na farinha, no açúcar, na aletria e na canela para poder gastar mais um bocadinho no bacalhau e no azeite da ceia de Natal. Há produtos em que não nota grandes diferenças, a não ser no preço, e outros em que vale a pena investir um pouco mais. Avalie cada caso e poupe naquilo que puder.

Se viver numa zona rural, aproveite os produtos da terra. Por exemplo, procure o mercado da vila ou os produtos hortícolas que o seu vizinho cultiva. Outra oportunidade são as feiras semanais que podem ter preços mais amigos da sua carteira.

4. Promova a partilha e divisão de tarefas

Se vai reunir muitas pessoas, pondere partilhar e dividir as tarefas e as despesas. Ou seja, cada um pode levar algo e assim contribuir para compor a ceia natalícia. Quando menos esperar, a sua mesa já está composta. Dividindo por todos, poupa tempo, trabalho e dinheiro.

5. Faça tudo em casa

Outra estratégia para poupar na ceia de Natal é cozinhar tudo em casa. Com a azáfama característica desta quadra, pode ser fácil sucumbir à tentação de já comprar tudo feito. Os alimentos pré-preparados ou o take-away podem poupar-lhe tempo, mas não dinheiro. Além disso, não há nada melhor do que comida fresca e caseira. E com a ajuda de todos, vai ver que se torna tudo mais fácil e até mais divertido.

O Natal não precisa de afetar a sua carteira. Com algum planeamento e até alguma dose de criatividade conseguirá ter um Natal mais equilibrado financeiramente.




|Fonte:Dinheiro Vivo, 8 de Dezembro 2022

4 views

Comentarios


bottom of page