5 Estratégias para um dia a dia mais sustentável

Adotar um estilo de vida mais amigo do ambiente
não podia ser mais simples e há muitas estratégias que pode facilmente incorporar nas suas rotinas
(se é que já não o faz). Deixamos-lhe 5 sugestões.

istock-1202083082-1.webp

Uma boa gestão dos recursos que a natureza nos dá é parte muito importante de um estilo de vida mais sustentável. E não, não precisa de ser um perfeito ecologista para ser mais eco-friendly. Neste campo, não é uma questão de tudo ou nada. Até os mais pequenos gestos – como aproveitar as cascas dos legumes que usámos na sopa ou reciclar a nossa torradeira antiga – podem fazer toda a diferença. Como vê, não precisa de fazer mudanças drásticas na sua vida. Fique a conhecer algumas estratégias super simples que não só são amigas do planeta, como da sua carteira.

1. Seguir a regra dos 3 Rs

Reduzir, reutilizar, reciclar. Esta máxima não é nova, mas continua atual e está na base de um estilo de vida mais eco-friendly. Isto permite reduzir a quantidade de recursos utilizados, o que é bom para o planeta. Para colocar esta estratégia em prática, comece por pensar duas vezes antes de comprar alguma coisa, avaliando se precisa mesmo desse novo artigo. Se a resposta for sim, compre em segunda mão sempre que possível. Veja também se tem já alguma coisa em casa que possa utilizar para o mesmo fim e opte, sempre que possível, por consertar os objetos, antes de os substituir por uns novos. Pode também optar por dar uma nova vida aos artigos que já tem em casa, como usar frascos de vidro para guardar alimentos ou até transformá-los em vasos. Se um determinado artigo já chegou ao fim do seu ciclo de vida, recicle-o. Hoje em dia, já é possível reciclar muita coisa: desde os plásticos e cartão às pilhas. E por falar em reciclar, leia o ponto seguinte.

2. Aderir ao programa Worten Transforma

O Natal está a chegar, assim como o final de mais um ano. E para começar 2022 de forma mais tranquila, porque não “livrar-se” daquilo de que já não precisa? O chamado “destralhar”. Se tem eletrodomésticos antigos em casa que já não usa ou que precisam mesmo de ser substituídos, está na hora de os mandar embora. Contudo, deitá-los para o lixo, só porque já não os usa, é um grande desperdício e altamente prejudicial para o ambiente. A boa notícia (para si e para o ambiente) é que esta não é a única opção. Com o programa Worten Transforma, pode levar os seus equipamentos elétricos antigos a uma loja Worten. E o que faz a marca com os aparelhos que já não queremos? Recicla-os, o que permite o adequado tratamento desse tipo de resíduos, podendo, depois, doar produtos novos, ajudando assim quem mais precisa (não é esse o espírito natalício?). Além disso, tem ainda a vantagem de, se comprar um grande eletrodoméstico numa das lojas da marca, poder agendar, gratuitamente, a recolha do artigo.

Com esta iniciativa, desde janeiro de 2021 já foram apoiadas mais de 110 entidades nacionais, com a doação de mais de 420 eletrodomésticos e produtos tecnológicos, num investimento superior a 65.000€ em equipamentos novos. Vê? Não há motivos para que aquele frigorífico ou televisão velhos, encostados a um canto da arrecadação, passem mais um Natal em sua casa.

3. Reduzir o uso de plástico

É verdade: o plástico está presente em muitos aspetos da nossa vida, contudo, para reduzir a quantidade de plástico no seu dia a dia, não precisa de deitar fora tudo o que é feito com este material. Comece devagar, com pequenos gestos, como por exemplo:

  • Substituir o uso de artigos de plástico descartáveis por itens reutilizáveis. Por exemplo, se costuma beber café em copos de plástico ou até de cartão, troque-os por uma chávena bonita. Além disso, evite os talheres e pratos de plástico, leve sempre um saco de pano quando for às compras e prefira as garrafas de água reutilizáveis, por exemplo, em vidro ou em metal;

  • Comprar mercearias a granel, recorrendo a sacos reutilizáveis, frascos de vidro ou outros recipientes. Assim, quando for ao supermercado, evita a compra de mercearias embaladas em plástico. Menos embalagens, menos resíduos

4. Combater o desperdício alimentar

Sabia que, por ano, quase metade da fruta e vegetais produzidos no mundo é desperdiçada? Este grupo de alimentos, aliado aos tubérculos e raízes, constitui aquele que regista maiores taxas de desperdício. Falando de todos os alimentos que são produzidos anualmente para consumo humano, cerca de 1/3 é desperdiçado ou perdido. Isto traduz-se também num grande desperdício de recursos, como: energia, água e solo.

Agora que já falámos de números, falemos de soluções. É dentro das nossas casas que ocorre grande parte do desperdício alimentar, algo que está ao nosso alcance reduzir. Requer, acima de tudo, mais organização. Deixamos-lhe aqui algumas sugestões que o podem ajudar a desperdiçar menos comida:

  • Usar cascas de legumes para fazer caldos, que pode depois adicionar a outros cozinhados para um sabor mais rico;

  • Fazer uma lista de compras e trazer para casa apenas aquilo que vai mesmo precisar, evitando as compras por impulso. Planear as refeições da semana pode ajudar;

  • Armazenar a comida de forma adequada;

  • Colocar os produtos que se estão a aproximar do fim do prazo de validade na parte da frente do frigorífico ou do armário, para que não acabem esquecidos e se estraguem, antes de serem consumidos;

  • Congelar as sobras das refeições ou incorporá-las noutros preparados.

5. Cortar na conta da luz

Esta estratégia permite não só poupar dinheiro em eletricidade, como beneficia o planeta, pois reduz a nossa pegada de carbono. E é tão fácil de colocar em prática que não há desculpa para não o fazer. Comece por apagar as luzes quando não estiver numa determinada divisão da casa, seque a roupa ao ar livre sempre que possível, desligue os aparelhos eletrónicos das tomadas, quando não precisar de usá-los (mesmo em standby, gastam eletricidade) e evite abrir e fechar o frigorífico constantemente.

Investir em tecnologia mais ecológica também é importante, com uma boa eficiência energética, e pode encontrar muitas opções na sua loja do costume: a Worten. Por fim – mas não menos importante -, quando precisar de trocar as lâmpadas de sua casa, prefira as LED, que além de durarem mais tempo, são também muito mais eficientes no seu uso de energia.

| Fonte: Observador, 10 de Dezembro 2021