Iniciativa do Lidl para redução do desperdício alimentar salva 980 mil produtos alimentares


Green Savers


A iniciativa “Bom demais para deixar para trás” da Lidl Portugal conseguiu salvar, em apenas um mês, 980 mil unidades de produtos alimentares. Esta ação pretende reduzir o desperdício alimentar e envolver os clientes na promoção de um consumo mais consciente.

Nesse sentido, a cadeia de supermercados promove a venda de produtos que já se encontram nos últimos dias de validade, através da redução do preço dos mesmos. Produtos como frescos, pão, carne e peixe fresco têm agora um desconto que vai de 30% a 50%, aumentando esta percentagem de desconto à medida que o final do prazo de validade se aproxima.

Os clientes Lidl encontram estes produtos bons demais para serem deixados para trás junto dos seus locais habituais, mas destacados quer com selo laranja, quer com selo verde distintivo, permitindo-lhes assim optarem conscientemente por esses produtos. O selo verde é sinónimo do desconto de 50%.

A “Bom demais para deixar para trás” junta-se a outras iniciativas enquadradas na estratégia de redução do desperdício alimentar, nomeadamente a Data Limite Lidl, uma gestão eficiente do inventário e entrega diária de produtos frescos, a venda a granel/unidose ou a doação de alimentos através do projeto Realimenta, que faz chegar a mais de 150 Instituições Particulares de Solidariedade Social parceiras alimentos que, por exemplo, estão em condições de consumo, mas que não obedecem a todas as condições comerciais.

Vanessa Romeu, diretora de comunicação corporativa do Lidl Portugal, afirma “A implementação de medidas para a promoção da sustentabilidade e do consumo consciente constitui um dos pilares fundamentais do Lidl, e está enraizada na nossa visão estratégica de futuro. A redução do desperdício alimentar é uma problemática que assume elevadas proporções, à escala global, para a qual é preciso implementar medidas concretas e estabelecer metas objetivas para o futuro. Enquanto player deste setor, temos uma responsabilidade acrescida em relação a esta temática, pois somos o ponto de contato entre o cliente final e o produto. Por isso, procuramos promover decisões de compra com padrões cada vez mais equitativos para um futuro mais equilibrado social e ambientalmente.”

| Fonte: Green Savers 2021