Cozinhe uma vez para toda a semana. E sem desperdício

Gostava de encontrar a forma mais eficiente de cozinhar para todos os dias da semana e evitar o desperdício de alimentos, poupando tempo e dinheiro? Batch cooking é a solução.

CM Jornal



Esta é a altura perfeita para rever alguns dos nossos hábitos e que pode ser life-changing. Setembro foi mês de regresso – à rotina, à escola, ao trabalho – e também o mês em que se assinalou o o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar (29 de setembro). Aproveite agora o mês mais tranquilo de outubro para colocar em prática o conceito de batch cooking e veja o desperdício a diminuir: desperdício alimentar, desperdício de tempo e até do orçamento familiar. Só aumenta a possibilidade de comer bem a todas as refeições, sem passar os dias na cozinha.



Afinal, o que é o batch cooking?


É um método que permite, em poucas horas, preparar todos os pratos da semana, e que promete ser o seu braço-direito na logística da cozinha. Se era isto que há tanto tempo esperava, junte-se ao clube.


Não é milagre, é organização: escolhe-se um dia de preparação (o domingo está mesmo a pedi-las) e deixam-se todos os alimentos separados e pré-preparados, crus ou cozinhados, prontos a combinar de diferentes formas, conforme o que nos apetecer durante a semana. Depois, é só acondicioná-los no frigorífico ou no congelador e, se necessário, ultimar os pratos na hora de os saborear. Voilà!






Um novo mote contra o desperdício


O combate ao desperdício é um compromisso há muito assumido pelo Pingo Doce e o batch cooking encaixa como uma luva neste princípio: ao promover a organização do menu semanal e da lista de compras, evita-se o desperdício gerado pelas compras desnecessárias, que muitas vezes sobram ou não chegam a consumir-se, além de permitir poupar dinheiro. Fazer as marmitas com a quantidade adequada a cada refeição também contribui para o mesmo fim. Além disso, o correto armazenamento e refrigeração conserva melhor os alimentos e cozinhar vários pratos em simultâneo, no forno por exemplo, permite poupar energia.


As vantagens do batch cooking não se ficam por aqui: também é meio caminho andado para comer de forma equilibrada e para ganhar tempo para si.




Vamos por partes. Como organizar o batch cooking semanal?


1. Planeie o menu semanal, elaborando uma lista de compras com as quantidades de tudo o que precisa. Antes, não se esqueça de fazer um tour pela despensa e pelo frigorífico, para verificar quais os alimentos que já tem em casa.


2. Vamos às compras, já de lista de compras na mão. Assim, a ida ao supermercado vai ser rápida e eficiente, evitando gastos desnecessários e dando a volta ao desperdício.


3. Está na hora de cozinhar: prepare e cozinhe todos os ingredientes de acordo com o menu planeado, poupando tempo e energia:

• Aproveite o forno para colocar vários tabuleiros em simultâneo, com diferentes vegetais.

• Salteie ou coza a vapor legumes e leguminosas, coza ovos, lave e corte legumes (para os comer crus ou saltear) e corte fruta.

• Faça um molho de tomate ou uma bolonhesa, que servem sempre diversos propósitos (com massa, em canelones, lasanha, etc.)

• Adicionar os molhos e os óleos só no momento do consumo (exceto nos estufados) permite fazer inúmeras variações com os alimentos-base.

• Veja as sugestões de receitas na nova revista Sabe Bem.


4. Guardar e conservar. Depois de preparar as receitas, é hora de acondicionar os vários alimentos individualmente (que se irão juntar na altura da refeição) ou já combinados em recipientes próprios e limpos, para que se mantenham nas melhores condições até os consumir. E para os identificar com toda a facilidade, coloque etiquetas com o nome de cada alimento e o dia da semana em que tenciona usá-lo.


5. E está na mesa. Ou na marmita, como preferir. Na altura de comer só precisa de aquecer ou temperar, e aproveitar o momento. Com tranquilidade e sem pressas.




|Fonte: CM, 06 Outubro 2022

39 views