No poupar é que está o ganho: Dicas para reduzir o desperdício em casa

Porque um bom projeto de poupança começa com uma boa estratégia de utilização de recursos.

naom_5a0d9f7063d80.jpg

Por vezes, nem nos apercebemos que tudo podia ser diferente em casa se houvesse menos desperdício. Na realidade, muito do que compramos não precisava de ser comprado.

 

Nesse sentido, o Ekonomista recolheu algumas dicas para reduzir o desperdício em casa e começar a poupar (a carteira e o ambiente) sem grande esforço.

 

Não faça compras antes de as planificar muito bem

O primeiro passo para reduzir o desperdício em casa é partir para as compras já com um plano do que vão ser as refeições ao longo da semana. Se comprar apenas os ingredientes de que precisa, nota logo que o desperdício é menor.

 

Falando em comprar apenas as quantidades necessárias, vale a pena lembrar que há muitos produtos vendidos a granel. O que se compra a granel quase sempre sai mais barato do que quando é comprado já embalado, sublinhe-se.

 

Utilize mais vezes o congelador

Congele tudo aquilo que sobrar das refeições ou até produtos que estão quase a passar do prazo e que não vai conseguir usar a tempo, revela o Ekonomista.

 

Ervas aromáticas: Não as compre, plante-as

Grande parte das ervas, como a salsa, o manjericão ou o tomilho, são perfeitamente cultiváveis em vasos dentro de casa.

 

Cascas? Sim. Aproveite-as

Para o Ekonomista, se leva a missão de reduzir o desperdício em casa mesmo a sério, comece a pensar em aproveitar as cascas. Dependendo do fruto ou legume a que pertencem, podem ser usadas para muitas coisas.

 

As cascas da fruta, por exemplo, dão boas compotas e aromatizam bolos e chás, note-se. As cascas da batata podem ser fritas, as cascas da cenoura para às saladas e as cascas de maçã podem ser reduzidas a puré, por exemplo.

 

Use mais panos e vidros

Se vai reduzir o desperdício em casa, comece a usar sacos de pano para as compras. Aproveitando o ritmo, deixe também de fora os sacos de congelação. Os alimentos podem (e devem) ser congelados em recipientes de vidro, que são reutilizáveis e muito fáceis de lavar.

 

Esqueça o standby, é uma armadilha

O standby dos eletrodomésticos e aparelhos eletrónicos é, literalmente, o pior inimigo da eficiência energética. Por isso, é impossível falar em reduzir o desperdício em casa sem falar no modo de suspensão de tudo o que está ligado às tomadas.

 

Habitue-se a tirar as fichas das tomadas ou, quando isso não é possível, invista em tomadas inteligentes que se ligam apenas em horários pré-definidos.

 

Se já não usa, venda

Inclua na sua estratégia para reduzir o desperdício em casa um plano de venda ou doação de tudo o que já não está a fazer falta. Para escolher, considere tudo o que não usou nos últimos três meses: se não o fez, é porque não lhe faz falta, sugere o Ekonomista.

Fonte: Notícias ao Minuto 2021