estratégias para combater o desperdício alimentar em casa

Conheça vários gestos que pode adotar no seu dia a dia para combater o desperdício alimentar.
A carteira agradece e o planeta também.

desperdicio-alimentar.webp

Sabia que cerca de um terço dos alimentos produzidos em todo o mundo é desperdiçado? Estas são estimativas da Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO). Pode parecer difícil de acreditar, mas basta pensarmos naquela peça de fruta que deitámos fora porque já estava demasiado madura, ou nos restos do almoço de acabaram no caixote do lixo porque não conseguimos comer tudo e multiplicarmos pelos biliões de pessoas habitam no planeta. E isto todos os dias. Reduzir estes números depende de cada um de nós. Saiba o que pode fazer em sua casa para combater o desperdício alimentar.


As causas do desperdício alimentar

São vários os motivos que podem levar ao desperdício alimentar, desde o momento da sua produção até os consumirmos. Falando apenas no desperdício que produzimos em casa, algumas das causas que estão na sua origem são falta de planeamento antes de ir ao supermercado e das refeição; comprar alimentos em excesso, que acabam por não ser consumidos; as sobras de comida que deixamos no prato e acabam no caixote do lixo; os alimentos que não são consumidos até ao fim e que acabam por se estragar (por exemplo, o resto de leite que fica no pacote); más condições de armazenamento (por exemplo, quando nos esquecemos de guardar no frigorífico um alimento que precisa de refrigeração); e, por fim, cozinhar comida a mais.



As causas do desperdício alimentar
 

Do meio ambiente às suas poupanças, há várias vantagens em reduzir o desperdício alimentar:

  • Ao comprar menos alimentos, poupa dinheiro;

  • Reduz as emissões de metano produzido nos aterros sanitários e contribui deste modo para uma pegada de carbono mais baixa;

  • Contribui para uma melhor gestão da energia e recursos, desde a produção à venda dos produtos.

desperdicio-alimentar-compal.webp

O que pode fazer para reduzir o desperdício alimentar em casa
 

Há várias estratégias que pode colocar em prática para reduzir o desperdício alimentar em sua casa. A chave passa muito pela capacidade de planeamento. Tome nota.

  • Planeie as refeições da semana e faça as compras de supermercado tendo em conta uma lista. Assim, evita abastecer a despensa com comida em excesso, que não vai conseguir consumir.

  • Antes de ir às compras, verifique os seus armários e frigorífico para evitar comprar alimentos que já tenha em casa.

  • Dê prioridade aos alimentos que se estejam quase a estragar ou perto do fim do prazo de validade. Coloque os produtos perecíveis na parte da frente do frigorífico ou do armário, facilmente à vista, para que não fiquem esquecidos.

  • Não sirva no seu prato mais comida do que aquela que consegue ingerir. Ajustar as porções consoante o seu apetite e necessidades nutricionais evita que termine a refeição ainda com comida no prato, que acabará no lixo.

  • Reaproveite alimentos que tenha cozinhado em excesso adicionando-os a outros pratos. Por exemplo, se cozeu bacalhau, pode usar o que tenha sobrado para fazer outro prato, como bacalhau à brás.

  • Congele refeições extra que não consiga consumir nos próximos dias. Faça o mesmo com os legumes e fruta muito madura.

  • Algumas frutas libertam gases à medida que vão amadurecendo e que leva outros vegetais a amadurecer mais rapidamente. Arrume as bananas, maçãs e tomate em caixas individuais e não armazene fruta e legumes em conjunto.

  • Quando for a um restaurante, peça para levar para casa a comida que não conseguir consumir. Nos buffets à descrição, evite servir-se com mais comida do que aquela que conseguirá ingerir.

O que faz a Compal para combater o desperdício alimentar?

O combate ao desperdício também se faz através das escolhas que fazemos enquanto consumidores. E quando escolhe os sumos e néctares Compal está a optar por produtos de uma marca que toma ações para combater este problema, sobretudo em duas vertentes:

  • Doação de excedentes de produtos a entidades sociais: todos os produtos acabados que a Compal não consegue escoar nos consumidores são encaminhados para donativos. Desta forma, contribui positiva e ativamente para o reforço da sua responsabilidade social e ambiental.

  • Nos refeitórios das fábricas e escritórios: antes da pandemia, as refeições que não eram vendidas e se encontravam em bom estado para consumo eram doadas à ReFood, uma organização que trabalha para eliminar o desperdício de alimentos através da recolha dos excedentes alimentares.

 

| Fonte: Observador, 06 jul 2021