Como organizar a despensa e frigorífico

arrumar-despensa-sustentabilidade-entrada.webp

A forma como organizamos e guardamos os alimentos na despensa e no frigorífico tem impacto não só na nossa saúde, mas também na nossa carteira. Acondicionar os produtos nos sítios certos – e da forma correta – faz com que estes durem mais tempo, evita o desperdício alimentar e, consequentemente, traz poupanças. Além disso, em alguns casos, pode também evitar a proliferação de microrganismos que podem ser prejudiciais à saúde.

Como estamos aqui para ajudar, deixamos-lhe algumas dicas úteis para organizar o seu frigorífico e a sua despensa.

Como organizar o frigorífico

Regule a temperatura do frigorífico


A refrigeração ajuda a conservar os alimentos e retarda o aparecimento de bactérias.

 

O ideal é regular o termostato para os 4ºC, no frigorífico, e para uma temperatura de -18ºC (ou inferior) no congelador.

Distribua os alimentos corretamente

Sabia que existe uma forma certa de distribuir todos os alimentos pelas prateleiras do frigorífico?


● Prateleiras superiores: aqui deve guardar alimentos que não precisam de ser cozinhados, uma vez que é onde a temperatura é menor: sobras, bebidas, ervas aromáticas, laticínios e compotas;


 Prateleiras intermédias: aqui deve guardar produtos de charcutaria, conservas abertas (o conteúdo em lata deve ser passado para um recipiente) e produtos de pastelaria;


● Prateleiras inferiores: estas devem ser reservadas para produtos a descongelar, como carne e pescado, que devem ser guardados em recipientes fechados de forma a não verterem líquidos para os outros alimentos, e ainda os ovos. Nesta zona do frigorífico a temperatura é mais baixa, e, por isso, devem ser aqui mantidos os alimentos que ainda vão ser cozinhados, potenciais fontes de microrganismos;


● Gavetas: são próprias para guardar frutas e legumes. Pode, por exemplo, separar os hortícolas e a fruta que são produtores de etileno, um gás que acelera o amadurecimento dos que são sensíveis ao mesmo (ver abaixo);

● Porta do frigorífico: este é o local do frigorífico onde há maior variação de temperatura, por isso deve guardar aqui os alimentos que resistem melhor a temperaturas mais altas, como água, sumos, pickles ou temperos;


● Congelador: a temperatura no congelador é sempre mais ou menos estável, por isso não são necessários tantos cuidados para guardar os alimentos. Organize-os de uma forma lógica e não se esqueça de anotar a data de congelação de cada um, para poder consumir primeiro os mais antigos.

Também não deve sobrecarregar o frigorífico de produtos, já que isso faz com que seja mais difícil o ar frio circular e, consequentemente, a conservação dos alimentos pode ficar comprometida.

Como ler corretamente os prazos de validade

No que diz respeito aos prazos de validade, deve ter em consideração as seguintes definições:


“Consumir de preferência antes de”: é seguro consumir o alimento depois desta data, mas poderá haver alterações na textura, cheiro ou sabor. Esta classificação encontra-se, normalmente, em enlatados, alimentos secos ou congelados e em frutas e produtos hortícolas;


“Consumir até”: não deve consumir os alimentos depois da data indicada. Esta classificação é utilizada para bens alimentares perecíveis, como laticínios, carne ou saladas prontas a comer;

Além disto, deve colocar sempre na frente e de forma visível os alimentos com prazo de validade mais curto, para que possam ser consumidos primeiro.

Limpar o frigorífico regularmente

Pelo menos uma vez por mês deve limpar o seu frigorífico, já que quaisquer resíduos de comida que por lá fiquem podem ajudar à proliferação de bactérias e outros microrganismos, contaminando o resto dos alimentos.

Como organizar a despensa

Há certos alimentos que, pelas suas características e por serem menos perecíveis, podem ser guardados na despensa em vez do frigorífico. É o caso do pão, alimentos secos (como massa ou arroz), enlatados e algumas frutas e hortícolas. Mas também aqui há algumas regras, de forma a poder tirar o melhor partido de todos os produtos e evitar o desperdício ao máximo:


● Divida-os por categorias (massas, arroz, farinha, enlatados, etc.) para ser mais fácil saber exatamente o que tem em casa e evitar fazer compras desnecessárias;


● Frutas originárias dos trópicos, como as bananas, são sensíveis ao frio e, por isso, devem ser guardadas num local seco;
● As batatas e as cebolas devem ser guardadas num local seco, fresco e afastado da luz para evitar o aparecimento de rebentos;


● Frutas que precisam de amadurecer, como tomates, abacates e pêras devem ser guardadas à temperatura ambiente, longe de luz solar direta;


● As conservas, como é o caso das leguminosas e vegetais Compal da Horta, têm um prazo de validade bastante grande, mas devem ser armazenados em locais arejados e longe de fontes de calor;


● Coloque o conteúdo de pacotes abertos de massa, arroz, farinha, açúcar ou biscoitos em recipientes fechados, de forma a conservá-los melhor;

Agora que já conhece as nossas sugestões, pode reorganizar o seu frigorífico e despensa da melhor forma. Vai ver que fará toda a diferença.


Deco Proteste
À Roda da Alimentação
Ethylene: UCSD Community Health
Eufic

Fonte: Observador