10 truques para poupar já nas compras do supermercado

  

Com os aumentos de preços provocados pela inflação é preciso arranjar formas de poupar ao máximo. A compra de produtos locais, de marca branca, conservar melhor os alimentos e optar por recriar pratos com sobras são algumas das dicas que se pode guiar para poupar já nas próximas compras.

image.jpeg

Ir ao supermercado para comprar quatro produtos, chegar à caixa e ver o valor exorbitante na fatura é o normal nos dias de hoje. O preço do cabaz de compras disparou para 12,38%, segundo dados divulgados pela DECO Proteste. E porquê? Devido à forte queda na produção, mas, principalmente, devido à invasão russa na Ucrânia. O conflito provocou diretamente a queda na produção de produtos, como, por exemplo, os cereais, dos quais estes países são os principais exportadores. Por seu turno, de forma indireta, o aumento de preço dos alimentos também se deve ao aumento da eletricidade e gasolina.

Mas, o que se pode fazer para poupar nas compras essenciais? O jornal espanhol El Mundo deixa 10 dicas para poupar já nas próximas compras. Sigas os passos abaixo.

1- Leguminosas

É o caso do mais por menos. Apesar de serem esquecidos às vezes, são uma das formas mais saudáveis, sustentáveis e económicas dentro da roda dos alimentos. Desde crus a enlatados, se se aumentar o consumo deste alimento, pode ser uma das chaves para baixar o preço do carrinho de compras.

2- Ovos

São um alimento que tem, sensivelmente, seis gramas de proteína, são acessíveis a nível de preço e podem ser utilizados em várias receitas. Esqueça o mito de que não se pode comer mais de três ovos por semana.

3- Legumes congelados

Os vegetais ultracongelados que existem no supermercado não são nutricionalmente assim tão diferentes dos legumes frescos. E são significativamente mais baratos. Um alimento fresco é sempre fresco, mas os vegetais congelados também são uma boa opção.

4- Peixe congelado

O peixe congelado é uma boa alternativa que preserva as propriedades nutricionais do produto e existem espécies de peixes mais baratas como o carapau, anchova, sardinha, cavala. E ainda as lulas ou moluscos como os mexilhões.

5- Conservas

São um produto com uma longa validade, mas atenção: caso opte por este alimento, verifique a quantidade de sal no rótulo, porque acima de 1,25% de sal é considerado "rico em sal".

6- Produtos locais

A diferença de preço pode ser grande e, comparando com os produtos das grandes distribuidoras, mas são a forma mais responsável de nos alimentarmos de uma forma sustentável e menos prejudicial para o planeta.

7- Produtos de marca branca

Agora existem várias opções de marca branca com alta qualidade em vários supermercados. Um dos grupos de alimentos em que se pode poupar é nos produtos lácteos.

 

8- Planear

Preparar a lista de compras antes de ir ao supermercado é essencial, para se perceber quais os produtos que estão em falta.

9- Conservação dos alimentos

Organizar os produtos no frigorífico, na dispensa, ver os alimentos que ainda estão dentro do prazo, são passos fundamentais para orientar a carteira e as idas ao supermercado. Há que prolongar o máximo a a vida útil dos alimentos para evitar o desperdício alimentar.

10- Sobras

Com imaginação e recursos na cozinha qualquer pessoa consegue recriar uma refeição com as sobras. O objetivo é dar uma segunda vida aos pratos e, para além de não se desperdiçar, também se poupa.

Fonte: Dinheiro Vivo