Pingo Doce promove “showcooking” de receitas para ajudar famílias a não desperdiçar


Green Savers



O Pingo Doce vai participar na conferência do Movimento Unidos Contra o Desperdício, que decorre esta quinta-feira – 29 de setembro – no Parque das Nações, para assinalar o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar. A insígnia irá promover uma sessão de showcooking de receitas que ajudarão as famílias portuguesas a reduzirem o desperdício alimentar.


No evento que junta retalhistas, entidades e membros do governo, irá ser debatido o desperdício alimentar e as suas possíveis soluções. Segue-se um cocktail zero desperdício aberto ao público, das 19 às 22 horas – por baixo da pala do Pavilhão de Portugal, durante o qual Gonçalo Costa, Chef Executivo do Grupo Jerónimo Martins, dinamizará no stand do Pingo Doce uma sessão de showcooking de receitas que promovem o combate ao desperdício alimentar, revela a marca em comunicado.


Segundo a mesma fonte, durante o cocktail, serão também distribuídas sopas Comida Fresca do Pingo Doce, confecionadas com legumes “feios” – com tamanhos, cor ou forma não padronizados, mas com perfil nutricional intacto e, portanto, totalmente aptos para serem consumidos.


Pingo Doce doou géneros alimentares equivalentes a mais de 6.000 toneladas em 2021


O combate ao desperdício alimentar é, para o Pingo Doce, “uma missão e um compromisso sério”. Foi, segundo a insígnia, o “primeiro retalhista alimentar em Portugal a calcular, a verificar de forma independente e a divulgar publicamente a sua pegada de desperdício alimentar”. Foi, igualmente, e segundo a mesma fonte, a “primeira cadeia de retalho alimentar a receber o selo ‘Produção Sustentável Consumo Responsável’ da Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar (CNCDA), em virtude das boas práticas implementadas para reduzir o desperdício alimentar”.


Entre estas, acrescenta, encontram-se:


Doação de alimentos – Quando os alimentos estão aptos para serem consumidos, mas não para venda, são doados a instituições. Em 2021, o Pingo Doce doou géneros alimentares equivalentes a mais de 6.000 toneladas, apoiando atualmente, numa base regular, mais de 500 instituições de solidariedade social.


Legumes “feios” – Os legumes não calibrados, que anteriormente ficavam nos campos de cultivo devido à dificuldade de escoamento, são comprados pelo Pingo Doce e incorporados nas sopas feitas nas cozinhas centrais, ou transformados em legumes prontos a utilizar – a chamada “4ª gama” (ex. saladas, legumes pré-cortados, etc). Só em 2021, o Pingo Doce utilizou mais de 3.500 toneladas de legumes não calibrados em sopas e produtos de 4.ª gama.


Produtos com desconto (mark-down) – Os produtos prestes a atingir o prazo de validade são identificados com uma etiqueta de preço com cor laranja e vendidos com desconto até 70%. Esta iniciativa permitiu evitar o desperdício de mais de 4.500 toneladas de alimentos, apenas em 2021.


Sensibilização dos consumidores – o Pingo Doce disponibilizou no seu site, em formato e-book, cerca de 180 receitas ‘desperdício zero’ que pretendem ajudar as famílias portuguesas a reduzir o desperdício nas suas casas, poupando recursos e o ambiente.





|Fonte: Greensavers, 27 de Setembro 2022

2 views