top of page

Em 2022 a Too Good To Go impediu o desperdício de mais de 1,1 milhões de Magic Boxes em Portugal


Carlos Hipólito é o novo responsável máximo da Phenix em Portugal

Grande Consumo



Em 2022, a app Too Good To Go aumentou em 42% o número de utilizadores que adquiriram alimentos em Portugal e salvou mais de 1,1 milhões de Magic Boxes em todo o país. Este impacto resultou num aumento de 43% de Magic Boxes salvas face ao ano anterior e mais de 1.100 toneladas de alimentos não desperdiçados em apenas um ano.


Através de uma aplicação, a Too Good To Go conecta consumidores com milhares de restaurantes, supermercados, padarias e outros retalhistas alimentares que vendem cabazes alimentares, ou Magic Boxes, com os seus excedentes diários de alimentos por um terço do preço original.


Em 2022, verificámos um forte aumento no número de utilizadores na nossa aplicação em Portugal. Algo que possivelmente não será apenas um reflexo da inflação, mas também da procura das pessoas por alternativas mais económicas para cumprirem com as mesmas necessidades das compras dos cabazes de alimentos familiares“, refere Nuno Plácido, diretor geral da Too Good To Go em Portugal.



Parceiros


A Too Good To Go verificou também um aumento no número e diversidade de parceiros que procuraram a app como uma solução eficaz e simples para canalizar os excedentes alimentares de cada dia, otimizando também assim a sua operação. Parceiros como a Padaria Portuguesa, COPA, Gleba e Vila Galé juntaram-se aos já mais de 3.500 parceiros que diariamente combatem o desperdício alimentar através da app, como Auchan, Go Natural, Minipreço, Vitaminas, Celeiro, Meu Super, entre outros.


Além disso, de acordo com os dados Too Good To Go, no ano passado, um terço das Magic Boxes que foram salvas através da aplicação foi proveniente de supermercados. Esta é uma das opções favoritas dos portugueses, principalmente, devido à diversidade de produtos alimentares essenciais que podem ser encontrados nas Magic Boxes, tais como frutas e vegetais, produtos lácteos ou produtos que, simplesmente, pelas suas “imperfeições” estéticas, ou porque estão perto do fim do seu prazo de validade comercial, seriam descartados.



Novas funcionalidades


Também, 2022 foi marcado por algumas novas funcionalidades que foram lançadas no âmbito da aplicação. Uma das mais valorizadas e destacadas pela comunidade é que, desde há alguns meses, cada utilizador pode ver instantaneamente o dinheiro e o CO2e que está a poupar com as Magic Boxes compradas, gerando, assim, um impacto positivo na carteira do consumidor e no planeta.


A aplicação chegou a Portugal em outubro de 2019, com o objetivo claro de ajudar a reduzir o desperdício alimentar e, em apenas três anos, já conta com uma comunidade de mais de 1,3 milhões de utilizadores e mais de 3.500 estabelecimentos na app. Uma comunidade que já salvou mais de 2,2 milhões de Magic Boxes um pouco por todo o país, o equivalente à emissão de cinco mil toneladas de CO2e, caso esses alimentos fossem desperdiçados.


Todos os anos, consumidores, retalhistas e produtores tornam-se mais conscientes e trabalham para desenvolver hábitos mais responsáveis que justificam o desenvolvimento de estratégias empresariais mais sustentáveis, baseadas numa utilização mais consciente dos alimentos. Estamos muito satisfeitos por disponibilizarmos uma solução útil e acessível e estamos confiantes de que esta tendência positiva irá continuar ao longo do tempo. Razão pela qual é também um dos nossos maiores focos, para 2023, apostar no crescimento e diversidade de cada vez mais estabelecimentos disponíveis na nossa aplicação e ultrapassar o número de Magic Boxes salvas em 2022“, diz Nuno Plácido.





|Fonte: Grande Consumo, 16 de Janeiro 2023

4 views
bottom of page