South Summit. Dez startups portuguesas no maior encontro de inovação de Madrid

Durante três dias a inovação foi o mote na décima edição da South Summit. Empresas, startups e investidores de todo o mundo marcaram presença e Portugal destacou-se com dez empresas.


Dinheiro Vivo



Dez anos depois da primeira edição, a South Summit continua a crescer de ano para ano com uma comunidade de startups, empresas e investidores que expõem as vantagens das novas tecnologias num mundo cada vez mais marcado pelo empreendedorismo. "Este é um evento de oportunidades. Aqui, as startups têm uma maior exposição para os investidores internacionais. Em dez anos a South Summit tornou-se um "unicórnio" em termos de impacto", explica ao DN Juan José Güemes, presidente do Centro de Inovação e Empreendedorismo da IE University e um dos organizadores do evento que decorreu de 8 a 10 de junho, na capital espanhola.


"Desde o início que a South Summit funcionou surpreendentemente bem. Olhando para trás, o que foi alcançado pela Maria Benjumea [fundadora e presidente da Spain Startup] contribuiu para transformar a economia de Espanha e para criar uma autêntica revolução de startups no país", frisa.


A Startup Portugal fez história no "La Nave", em Madrid, com dez empresas inovadoras a representar o talento e empreendedorismo do país. Entre elas, a AgriMarketplace apresentou-se como uma plataforma de transação de produtos agrícolas que junta agricultores e indústrias, facilitando as transações entre ambos.


Já a CBR Genomics provou ser uma startup que coloca os últimos avanços científicos em contexto clínico através do estudo da informação genética e promete revolucionar o futuro da medicina, tornando-o mais preventivo e acessível.


Mário Grãos, chief operating officer da CBR Genomics, explica que esta "é uma empresa que providencia serviços de sequenciação genética em ambiente clínico" e que tem o objetivo de "criar uma sinergia entre os médicos e as pessoas para que possam tratar da sua saúde de uma forma preventiva e personalizada".


"A ideia é fazer a sequenciação do exoma total, os 20 mil genes que compõem a informação genética humana, e esses dados ficam depois armazenados e podemos aceder a eles ao longo da vida", sublinha.


Também a Emotai privilegia a saúde e o bem-estar com uma banda que grava ondas cerebrais e o ritmo cardíaco de jogadores profissionais de eSports, ajudando-os a melhorar a sua produtividade através de exercícios que reduzem a ansiedade e o burnout.


"Somos uma equipa que vem do Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica e desenvolvemos uma plataforma e uma banda que mede ondas cerebrais e o ritmo cardíaco. A partir disto, no mundo do eSports, conseguimos perceber como é que os jogadores se sentem durante o jogo e damos a informação aos treinadores, que os ajudam a melhorar. Agora também nos desportos motorizados, fornecemos o mesmo serviço, tendo sempre em mente uma melhor produtividade e bem-estar", diz Carolina Amorim, CEO e cofundadora da Emotai.

A Reatia marca a diferença ao implementar a inteligência artificial no setor imobiliário. Segundo Hugo Venâncio, fundador e CEO, "persiste um problema no setor imobiliário que é a falta de coerência e de acesso aos dados imobiliários. Quando pesquisamos uma casa é algo que consome muito tempo e que nos tira eficiência". Logo, "a Reatia foi desenvolvida para resolver esse problema. Fornecer os dados, o que está ativo no mercado atualizado e de uma forma muito fácil de consultar. O foco é dar tempo ao cliente e agilizar negócios".


Com recurso a novas tecnologias, tais como a realidade virtual, existe a Virtuleap, uma empresa sediada em Lisboa que pretende ajudar os profissionais de saúde a prever sintomas de demência e Alzheimer através de uma plataforma inovadora. "A nossa empresa é uma combinação de neurociência e realidade virtual. Nós criamos uma aplicação com exercícios que acedem à memória para resolver problemas cognitivos", diz Amir Bozorgzadeh, CEO e cofundador.


Também relacionada com a comunidade médica, a Tonic App é uma aplicação criada por médicos para médicos, que disponibiliza ferramentas digitais úteis para diagnosticar e tratar doentes, como calculadoras e escalas, códigos de diagnóstico, videoconsultas, congressos e até vagas de emprego.


Na LOQR as instituições financeiras são o foco. Esta startup apresenta soluções digitais personalizadas através de uma plataforma de Inteligência Artificial com serviços que os bancos podem usufruir para facilitar tarefas como aberturas de conta online ou atualização de dados de clientes. "Somos uma empresa focada no setor bancário que atua como um impulsionador destas instituições para aumentar a sua transformação digital", informa Rui Marques.


A Spotlite corresponde a um sistema de monitorização contínua de infraestruturas do espaço através de imagens de satélite e permite uma deteção precoce de problemas potencialmente nocivos para a saúde do ambiente, evitando danos ou perdas críticas. "Nós monitorizamos infraestruturas críticas do espaço, identificando os riscos antes que estes se tornem problemas", diz o cofundador Ricardo Cabral.


Por sua vez, a The Equal Food, contribui para a sustentabilidade alimentar a partir da venda e entrega de cabazes de frutas e vegetais "imperfeitos" com origem em campos de agricultores regionais portugueses, prevenindo o desperdício de comida.


Com um conceito diferente surge a Infinite Foundry, uma plataforma que reproduz plantas digitais 3D para melhorar a eficiência operacional das empresas em regime de teletrabalho. Semelhante a um videojogo, esta startup proporciona uma experiência de trabalho única a partir de um computador, em qualquer lugar.

Esta edição da South Summit ficou ainda marcada pela presença de 15 unicórnios (empresas avaliadas em mais de mil milhões de dólares), três mil startups, mais de 650 oradores e oito palcos, nos quais se destacaram conversas com Al Gore, antigo vice-presidente dos Estados Unidos, Mariya Gabriel, atual comissária europeia para a Economia e Sociedade Digital e um discurso do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez.



|Fonte: Dinheiro Vivo, 20 de Junho 2022

0 views