SOCIEDADE CENTRAL DE CERVEJAS INTEGRA O MOVIMENTO ‘UNIDOS CONTRA O DESPERDÍCIO’


25 Janeiro 2021 SISAB


A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC) aderiu ao movimento ‘Unidos Contra o Desperdício’, um movimento cívico e nacional que combate o desperdício alimentar. O movimento nasceu oficialmente a 29 de setembro de 2020, Dia Internacional da Consciencialização Sobre Perdas e Desperdício Alimentar.


“A integração neste movimento tem o propósito de contribuir para o objetivo de uma produção e consumo sustentáveis, enquadrando-se no programa de sustentabilidade ‘Produzindo um Mundo Melho’ o qual define compromissos ao longo de toda a cadeia de valor – ‘Da Cevada até ao Bar’”, informa a SCC num comunicado.


“O combate ao desperdício alimentar é um compromisso há muito assumido pela SCC, nomeadamente através da doação dos seus produtos para diferentes instituições, entre elas, o Banco Alimentar Contra a Fome”, recorda o diretor de Comunicação e Relações Institucionais da SCC.


Nuno Pinto de Magalhães acrescenta que a empresa procura melhorar o impacto ambiental e social das suas atividades “através de uma abordagem que define compromissos de sustentabilidade ao longo de toda a cadeia de valor e esperamos, com esta adesão, ajudar a sensibilizar e a unir a sociedade num combate ativo e positivo ao desperdício alimentar”.

Com o Alto Patrocínio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o apoio institucional do Secretário-Geral da ONU, António Guterres, o movimento ‘Unidos Contra o Desperdício’ tem como principais objetivos facilitar o aproveitamento de excedentes, tornando habitual a luta contra o desperdício alimentar, incentivar e facilitar a doação das sobras, bem como promover um consumo responsável.


São membros fundadores a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), a Associação Portuguesa de Logística (APLOG), a Câmara Municipal de Lisboa no âmbito da Lisboa Capital Verde Europeia 2020 (CML), a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), a Confederação Empresarial de Portugal (CIP), a Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar (CNCDA), a Zero Desperdício, a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares (FPBA) e a Refood.




Fonte: SISAB

6 views