Portimão debate combate ao desperdício alimentar

Combate ao desperdício alimentar será debatido em Portimão num alerta para este problema à escala global.

Barlavento


Por ocasião do Dia Internacional de Conscientização da Perda e Desperdício de Alimentos, que se assinala a 29 de setembro, o Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve volta a promover, em parceria com o Município de Portimão, o II Fórum «Combate ao Desperdício Alimentar – uma causa de todos», que juntará em debate entidades regionais ligadas à temática e especialistas em alimentação num alerta para esta problemática tão atual a uma escala mundial.


A produção agrícola no Algarve, as diferenças entre os prazos de validade dos produtos e a importância da água serão alguns dos temas em foco no Fórum, que decorrerá durante o período da manhã no Grande Auditório do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão e que tem participação gratuita e inscrição obrigatória aqui.


A sessão de encerramento deste Fórum contará, além da presença de um representante da Câmara Municipal de Portimão, com a participação de Francisco Mello e Castro, coordenador do Movimento Unidos Contra o Desperdício, Isabel Jonet, presidente da Federação dos Bancos Alimentares em Portugal, Miguel José Sardinha Oliveira Cardo, subdiretor geral da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, e José Apolinário, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve.


Em paralelo ao evento, no Café Concerto do TEMPO poderá ser apreciada a exposição «Arte Sustentável», que reúne trabalhos desenvolvidos, a partir da reciclagem de embalagens alimentares, pelos utentes de algumas instituições beneficiárias do Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve.


O Fórum é organizado pelo Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve em parceria com a Câmara Municipal de Portimão, contando com o apoio das Águas do Algarve e a colaboração da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, ValorMed, Universidade do Algarve, Rede de Emergência Alimentar, Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares contra a Fome, DUAL – Qualificação Profissional e Delta Cafés.



Um problema à escala global

No final de 2019, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou a data de 29 de setembro como Dia Internacional de Conscientização da Perda e Desperdício de Alimentos, de modo a consciencializar as pessoas para a importância do problema e possíveis soluções a todos os níveis, promovendo esforços globais e ações coletivas.


Segundo estimativas da ONU para a alimentação e agricultura, cerca de um terço dos alimentos produzidos anualmente para consumo humano, a nível mundial, são perdidos ou desperdiçados, problema que afeta toda a cadeia de abastecimento alimentar (produção, transformação, comercialização e consumidores), implicando elevados custos sociais, económicos e ambientais.


Além disso, o desperdício ou perda de alimentos contribui para o agravamento das alterações climáticas, com uma pegada de carbono global de cerca de 8 por cento do total das emissões de gases com efeito de estufa, e representa um desperdício de recursos escassos, ao longo do ciclo de vida dos produtos alimentares.


Acresce que, ao nível social, os excedentes da cadeia alimentar poderão ser utilizados para a alimentação humana, contribuindo para dar resposta a graves problemas de subnutrição, considerando que, de acordo com o Programa Alimentar Mundial, 795 milhões de pessoas no mundo não ingerem alimentos suficientes para uma vida saudável e ativa.


A nível mundial, são diversas as iniciativas já adotadas para combater o desperdício alimentar, entre as quais se destacam a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da ONU, onde se pretende reduzir em 50 por cento o desperdício global de alimentos até 2030, desde a produção até ao consumidor.


Programa do Fórum


9h30 – Registo dos participantes


10h00 – Boas vindas Nuno Cabrita Alves, presidente do Banco Alimentar do Algarve Representante da Câmara Municipal de Portimão


10h30 – Agricultura no Algarve – O que produzimos Pedro Valadas Monteiro, diretor regional de Agricultura e Pescas do Algarve


10h50 – Prazos de Validade: entenda a diferença entre «Consumir Até» e «Consumir de Preferência antes de» Cristina Ferradeira, diretora de Serviços de Alimentação e Veterinária da Região do Algarve


11h10 – Degustação «Desperdício Zero» pela DUAL Café Concerto


11h30 – Use água com um pingo de consciência Teresa Fernandes, CEA – Comunicação e Educação Ambiental das Águas do Algarve


11h50 – Entrega de prémios para os três melhores trabalhos da exposição “Arte Sustentável”, promovida conjuntamente pelo Banco Alimentar do Algarve e Águas do Algarve


12h20 – Sessão de encerramento

Francisco Mello e Castro, coordenador do Movimento Unidos Contra o Desperdício;

Isabel Jonet, presidente da Federação dos Bancos Alimentares em Portugal;

Miguel José Sardinha Oliveira Cardo, subdiretor geral da Direção Geral de Alimentação e Veterinária;

José Apolinário, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve;

Representante da Câmara Municipal de Portimão.


|Fonte: Barlavento, 22 de Setembro 2021

0 views