Hábitos simples para reduzir o desperdício em casa, segundo especialistas

A verdade é que "ninguém pode viver uma vida verdadeiramente sem desperdício." Então, o que pode uma pessoa fazer? Uma opção é considerar uma mudança de estilo de vida para criar menos lixo.

naom_5a0d9f7063d80.jpeg

Num mundo de excessos e desperdícios, o melhor mesmo é procurar formas eficientes e amigas do ambiente para seguir no seu dia-a-dia. Contudo, "ninguém pode viver uma vida verdadeiramente sem desperdício, devido, no mínimo, aos resíduos a montante criados em muitos dos nossos maiores sistemas de produção e comunidade", revela Jen Panaro, fundadora e editora da Honest Modern, ao Apartment Therapy. Então, o que pode uma pessoa fazer? Uma opção é considerar uma mudança de estilo de vida para criar menos lixo, responde a plataforma especialista em soluções para a casa.

Para Jen Panaro, "a vida de baixo desperdício é um conjunto de hábitos de vida através dos quais se faz escolhas conscientes de consumo com a intenção de reduzir o desperdício como subproduto dessas escolhas." Por isso, se tem ansiado reduzir o lixo lá de casa, fique a par de quatro dicas aprovadas por especialistas para viver um estilo de vida mais sustentável.

Analise os seus hábitos de consumo

Anton Giuroiu, cofundador da Homesthetics.net e da MKR. S, diz que o primeiro passo para viver um estilo de vida de baixo desperdício é olhar para dentro. "Há muitas maneiras de alcançar um estilo de vida de baixo desperdício, mas acho que o mais fácil de todos fazer é rever os nossos hábitos de consumo." 

Ou seja, recomenda em fazer perguntas a si próprio como: "Quanta roupa precisa mesmo de comprar num ano para se vestir decentemente?". Isto poderá levá-lo a voltar a remendar roupas gastas ou a usar peças antigas.

A quantidade de comida que entra em casa todas as semanas é outra área onde poderá reconsiderar as suas escolhas.

"Quanta comida precisa de comprar e quantas vezes precisa de comprá-la para evitar estragos?". A resposta pode variar dependendo de quantos membros da família estão em casa e quais são as suas necessidades e restrições dietéticas, escreve a plataforma. 

Reciclar e reutilizar tudo o que puder

Uma das formas mais simples de evitar criar desperdício é reutilizar coisas em vez de as deitar fora. "Não deite nada fora sem perguntar antes 'para que mais posso usar isto?'" declara Gladys Strickland, a fundadora do blogue 'Road to Self Reliance', ao Apartment Therapy. Por isso, "comece a manter uma lista de como poderia ter usado um determinado item, para referência futura."

Fazer da reciclagem uma prioridade é também uma boa opção de reduzir o desperdício, mas olhar mais para a reciclagem na sua localidade é a chave, salienta Kylee Guenther, cofundadora da Pivot Materials and Loopy Products. 

"Todas as jurisdições têm diferentes requisitos e orientações sobre o que é aceitável para a reciclagem", sustenta Guenther. Assim, deverá "ir mais fundo do que apenas as diretrizes. Pergunte para onde vão as coisas depois de chegarem ao centro de reciclagem." 

… e isso inclui sobras 

Provavelmente foi habituado a guardar os restos de refeições. Contudo, para Strickland, o mais importante é saber como os utiliza, posteriormente. "Uma das minhas coisas favoritas a fazer é guardar vários restos de vegetais no congelador, e depois fazer um lote de caldo vegetal", observa. "Pontos bónus se conseguir fazer a compostagem dos vegetais depois de fazer o caldo." E Kevin Templeton, chef executivo na cevada em San Diego, Califórnia, concorda.

"Utilize todos os itens na cozinha, minimizando o desperdício", revela ao Apartment Therapy. "Quando está a cortar vegetais para a salada ou para acompanhamento, pode usar os pequenos pedaços finais de cenouras, aipo ou cebola para criar o seu próprio caldo vegetariano."

Invista em produtos reutilizáveis quando tiver ficado sem opções

"Uma das melhores coisas que se pode fazer para obter um baixo desperdício num orçamento é comprar trocas reutilizáveis para produtos de uso único, como sacos de plástico", afirma Laura Wittig, cofundadora e CEO da Brightly.

"Mesmo que gaste um pouco adiantado, estes itens duram anos e receberá mais pelo seu dinheiro. Além disso, irá manter muitos resíduos fora dos aterros." Mas, se já tem sacos que pode reutilizar, não há necessidade de investir em novos, acrescenta.

| Fonte: Notícias ao Minuto, 26 de Outubro 2021